Social Icons

segunda-feira, 14 de abril de 2014

JANELA DOURADA














Luar em seu rosto, que brilho fabuloso
Já tens linda beleza, realeza
Cristal prateado, iluminado
Não há semelhança parecida

Às vezes desconhecida, escondida
Por detrás de cortinas fechadas
Abra, permita tudo clarear, renovar
Pérolas preciosas em suas mãos

Opções, escolhas ao seu dispor
Esqueça qualquer dissabor 
Se precisar estou nesse Amor
Seja em que estação for
Deixe-a aberta, escancare

Ouça outros cânticos cantados 
Que possam pacifica-la, sustentá-la
Faça desejos intensos, deseje
Profundamente, vontades sonhos
Que proporcionem a sua felicidade

Veja o tic tac do relógio antigo
Não preste tanta atenção 
Coloque seus melhores discos 
Ouça as falas do seu coração 

Permita ser amada, mais antes,
Se ame, mesmo que o ego engane
Se ame, mesmo que o ego reclame
Se ame, mesmo que o ego exclame.

Autor: Ricardo Andrade