Social Icons

quarta-feira, 27 de novembro de 2013

REPLETOS DE AMOR













Parei para observar um pouco
Idas e vindas, pessoas andando
Tempo que corre, tempo não para
Alguns sorrisos esboçados
Outras faces pouco amargas
Multidões espalhadas, separadas
Respira, poucos pensam em pensar
Algum refrletir ou meditar
Sobre seus caminhos, como estão
Faróis verdes, carros correndo
Seguindo fluxos contrários
Uma criança traz alegria
Sua inocencia alguém contagia
Mesmo em contrapartida
Amolece corações endurecidos
Qual seria a maior preocupação?
Despertar pela manhã, rotina
Segue seguindo por onde for
Alguma esperança se espera
Com o pouco de Amor que resta
Tanto faz a vertente ou tribo
A dificuldade está em unir
Quem sabe um mesmo sorriso
A mesma esperança para todos
Sem incertas tomadas de decisões
A criança corre, estende a mão
Para pedir um pedaço de pão
Recebe alguns pequenos pedaços
Juntando para outros estilhaços
O Amor, vem na luz do Sol
Ao brilhar e na manhã abençoar
Por algum momento, questionar
Corações para serem amados
Repletos de amor para amar
Algumas trocas de olhares
E se percebe a necessidade
De alguns simples carinhos
No desejo de serem recebidos.

Autor: Ricardo Andrade