Social Icons

quarta-feira, 27 de novembro de 2013

UNIVERSALIDADE













Névoas nubladas e congeladas
A fumaça pode cobrir de passagem
Os astros são fixos na paisagem
Ao direcionar a visão com atenção
Admirar as luzes em contemplação
São estrelas cósmicas, reluzentes
Órbitas circulares, uma corrente
Paira sobre campos estelares
Diversidade universal, infinidade
Brilho nos olhos ao observar
Não precisa ser muito distante
É simples do aspirar para inspirar
Oxigênio sem poeira, cristalidade
Sensação térmica, a nebulosa
Pontos cardeais acesos, lamparinas
De longe pontinhos pequeninos
De perto sentinelas grandiosas
Oceânico, mares e ondas sonoras
Essa harpa tem toda maestria
São abstratos imperceptíveis
Maestria sem condutor, motor
Soa sonoridade pela naturalidade
Um ritmo uno, multiplicidade
Assopra calmaria, serenidade
Mergulho rápido, fora do tempo
Interioriza, sem externar
Ampulheta vira, conta a Lua
Interioriza, fora do espaço
Contas, formam milenares anéis
Raio azul, Sol da chama branca
Reflexo interno, ressonância
Grande Mãe ilumina, acolhe, pacifica
Amor mais próximo, purifica
A Gratidão do cristal recebido
Em paralelos, da Luz prontifico
A Gratidão pelo reconhecimento
Da Presença que se faz presente
Na totalidade do Todo existente.

Autor: Ricardo Andrade