Social Icons

sábado, 3 de agosto de 2013

DEGRAUS














Pegue as fotos da antiga estante
Tire-as desses quadros mofados
Faz questão de recordar futilidades
Pode queimar são apenas imagens

O que tem guardado é original?
De nada tem adiantado querida
As minhas ficções produzidas
E a minha arte esculpida

Por mãos caleijadas, esfareladas
Seu rancor é uma sujidade extirpada...

Esse apego te tornou e me segurou
Fora de um porto nada seguro
Quem é você mesmo?
Identidade carimbada e marcada

Suas informações não batem
E suas vozes se desfazem...

Quais são os melhores disfarces?
Esqueceu a minha formação
Não eram avisos infantis
Ironicamente, tão pouco juvenil
 
São números que te surpreendem
Defeitos hominais que consome
Esse é o seu principal legado?
Não entendeu o signicado,

Amor único,  Amor venerado
Amor cósmico, Amor eternizado.

Autor: Ricardo Andrade