Social Icons

terça-feira, 17 de setembro de 2013

BELA FACEIRA













Venho notando a forma como vem atuando
E não irei me surpreender com novidades
Quer passar uma imagem transfigurada
Longe e muito distante da sua identidade

Esperar você sussurrar mais uma vez
Pedindo para ficar e não te abandonar...

Preocupações a parte, isso não é importante
As raízes que plantamos estão fracas
Sem temer arrancou delicadas pétalas
Agora elas estão destacadas, esparramadas

Pense em não pensar ao achar que vai me enganar
Os mesmos jogos que se repetem e sucedem
Fracassos, dados roubados, números adicionados...

Porque vai desmerecer suas habilidades?
Tão poderosa de si mesma tão segura
Insegura fragilidade, um toque magistral
Em um coração de vidro para se espatifar

Suas rodas circulares lhe concedem palmas
Alguns rostos embaçados, não revelados
Por quantas noites tem andado e buscado
O mesmo Amor que sempre tem te amado?

Dirá que algo parecido não será impossível
Algo parecido, distante do meu sorriso
Faceira, gira sem girar linda feiticeira
Use, assim como me usou, subjugou

Para esse parecer dizer que não amou
Só gostou de provar aquilo que provou.

Autor: Ricardo Andrade