Social Icons

quinta-feira, 4 de julho de 2013

FLUIR


Às vezes é preciso extravasar seus anseios,
Do que conheces como íntimo do ínfimo no teu espírito
Para liberar o libertar daquilo que te impede de voar
Conhcer a si mesmo, seus opostos,
Luz e sombra, extremos nas extremidades, 
Sendo o que é, ocilar, na crista da onda surfar,
Tornar a própria maré, acompanhando esse vai e vem,
Caminhos, estradas, direções, percorra,
Prossiga, nesse momento que é seu, 
Toda sua realidade, dentro daquilo que acredita de verdade
Tal verdade, nesse contexto de tal realidade
O que vês, pode-se ver, mais não são todos que vêem
Então se vês, é sua visão em particular
Sem se preocupar, emoções a se expressar
Como o artista que pinta em telas sua arte bela
Na sua loucura de cores que se misturam
Cores divinas, das mais sutis às mais puras
Tonalidades ligadas aos seu pensamentos
Deixe fluir, apenas sentir, com intensidade
Palavras de poeta pagão, pensar diferente
Aquele que escreve sua paixão em rascunhos
Paixão pelo que faz, paixão por amor
Deixe fluir, o que vale a pena é sorrir
Conquistar, ter para ter, mostrar, demonstrar
Provar, não é preciso, quando você descobre
O valor que tem um verdadeiro sorriso
O sorriso de uma criança na sua pureza
Encanta com toda beleza, pequenas coisas
Se tornam a grandeza de toda riqueza.

Autor: Ricardo Andrade