Social Icons

quarta-feira, 17 de julho de 2013

MEU ALIMENTO














Que sejas meu alimento,
No seu colo meu alento,
Que sejas meu alimento,
Você meu complemento.

Saudade não vai embora,
Amargo que incomoda,
Vaidade da fonte toma,
Lágrima que rola chora.

O pranto eu contenho
Pois você aqui não veio
No começo de um meio
Em seu interno permeio

Amor tão distante toca, 
Passa tempo, passa hora,
No instante do agora,
Vontade de te ver aflora.

Autor: Ricardo Andrade