Social Icons

domingo, 7 de julho de 2013

FUTILIDADES NOCIVAS


Me deixou esperando enquanto se despedia
Sem se revelar, eu sei que você quer continuar
Por favor, mostre-se, preciso disso para lembrar
Exisite uma segunda chance em algum lugar
Tenho tudo o que necessita pra você respirar
Coração do meu coração bate pulsa sem parar
Seu combustível está aqui, quando vem pegar?
Quantas promessas com prazo de validade
Todas elas podem ter sustentado sua presunção
Agora que me perdeu, são como folhas queimadas
No pisar do seu ego ao se vangloriar por falsidade
Disfarçada por uma roupagem de cera derretida
Como algum feitiço, hipnotizado por você eu corria
Isso fazia com que você se sentisse engrandecida
E agora que me perdeu, futilidades se tornaram inutilidades
Com razão para sua razão, quebrou um coração
Quem sabe inconsciente, da sua maneira descontente
E ainda mesmo com toda essa sua frieza, 
Meu amor por você permanece intacto e consciente.

Autor: Ricardo Andrade