Social Icons

segunda-feira, 15 de julho de 2013

SUPREMACIA














Noites de calamidades,  lá fora ilusão
Sombras te cercam no abismo da imensidão
Tempestades constantes, dores que gritam
Incessantes, vozes sugerem a perdição

Clamor e Vitória, canta o Hino da Glória
Almas perdidas, vagam sem saída
Buscando na Luz a Redenção, a Salvação
Enquanto emerge, Era da Ascenção

Anjo do Amor Divino vem resgatar
Para o qual decidir santificar, elevar
Em provação aquele que está selado
Na formação pelos moldes do aço

Todos são filhos do Altissímo,
Dentro do mesmo propósito e objetivo

Ocilam pensamentos nos extremos
Véus escondem a realidade, com claridade
Preces aladas, levadas à Sua Presença
De corações puros com toda veracidade

Assim chegam aos Teus Pés,
Com nobreza e humildade

Espelhos e estilhaços, vidros quebrados
Se agitam opressores perturbados
Na Fortaleza, amparados refugiados
Proteção que vem do Alto, ungidos Iluminados.

Autor: Ricardo Andrade