Social Icons

segunda-feira, 1 de julho de 2013

PORTAS

Chuva cai la fora, os tempos já não são mais os mesmos.
Imaginei que por algum motivo especial aqui você veio,
Mais pode ter sido um engano, você já não tem mais o mesmo encanto.
Será que minha percepção perdeu um pouco de atenção?
Ou será que na verdade eu sou o dono da razão?
Não sei, meu coração abrevia esse excesso de paixão.
Naquele encontrar foi tudo tão perfeito,
Que precisei a realidade questionar.
E se foi apenas uma paixão se confundindo no oceano do amor?
Se puder me mostre, deusa das minhas ilusões, desilusões.
Horas se quebram sem eu perceber, 
Jogo as cartas quando você vem me ver.
Tão incerto pelo certo, já não sei o que vem a ser correto.
Atravesso o reflexo de uma dourada taça, 
Enquanto sobre mim, sua farsa me lança uma graça.
Sentindo a sensação de frágil emoção, fora do meu abrigo,
Ainda tento traçar meu sorriso com leve rabisco.
Insuportável em uma dimensão de risco, difícil.
Não estaria eu, sendo sincero com o desejo do que sinto.
Então e melhor que demonstre o que tanto te esconde,
Atrás de tantas portas abertas que deixou descobertas.



Autor: Ricardo Andrade